sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

A ouvir a entrevista de Isabel dos Santos

Apesar de tudo, gosto de a ouvir e acho que é uma mulher muito inteligente. Mas lá está em terra de cegos quem tem um olho é rei.

https://www.rtp.pt/play/p6646/e450458/grande-entrevista

Quanto tempo demora o luto?

A minha mãe continua triste e a chorar muito. Foram 50 anos... mas aos poucos penso que ela irá conseguir voltar a sorrir.

Ela e a minha irmã vão fazer uma viagem na Páscoa, acho que lhes vai fazer bem. À minha irmã porque gosta de viajar e à minha mãe porque vai se distrair.

E eu, aos pouco vou tentando que a vontade de voltar a ser eu volte. Que a vontade de passear volte, que a vontade de fazer coisas com os meus filhos volte, que a vontade de conviver volte.

Aos poucos... a vida faz-se caminhando!

quinta-feira, 9 de janeiro de 2020

Será que se morre de Amor?

Não há dia nenhum que a minha mãe não chore. Mas não são lágrima que lhe caiem dos olhos, é um choro de dor, como se não houvesse amanhã!

Será que ela vai arrebitar?

Nunca lhe apetece sair de casa, nunca quer fazer nada. Sei que só passou um mês e meio mas tenho medo que ela não volte a sorrir!


Estes dias...

Finalmente acabaram as festas, Natal, Ano Novo e anos do sogro. Já não estava a aguentar com tanta comemoração e eu sempre a pensar na falta que ele me faz e que ele faltava lá...

Agora é recordá-lo com amor, olho para trás e só me lembro de coisas boas nossas, minhas e dele. Foi e é (viverá sempre no meu coração) um pai fantástico!

O mês de Dezembro foi duro, não me apetecia fazer nada, então com os meus rapazes entrei em serviços mínimos.

Dia 30 o meu rapaz maior foi trabalhar e eu decidi ir almoçar com a mãe e depois ir passear com eles. Não podia continuar em casa, sem fazer nada. Fomos ao Palácio da Ajuda e passear num jardim lá ao pé.

Aos poucos a vida retoma a sua normalidade mas não há dia em que não pense nele e que não chore. Tenho muitas saudades!


quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

A mentira da morte

Dizem que com o tempo fica mais fácil... É mentira, com o tempo deixamos de exteriorizar mas a dor  e a saudade acompanham-nos todos os dias!

segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

Faz Amanhã 2 semanas

Faz amanhã 2 semanas e continuo a sentir o meu coração partido ao meio...

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

5 Dezembro 2019 - 78 anos

Ontem o meu pai fazia 78 anos... Que dor não o poder abraçar e saber que nunca mais o ver.

Estas saudades quebram-me o coração. Queria tanto tê-lo cá mais tempo. Que ele visse os netos a crescer, que visse que o meu mais velho tem o perfil (e tiques) dele.

Dizem que o tempo ajuda, acredito que ajude mas também ahco que as saudades aumentam e muito.

Também me custa ver a minha mãe tão triste e não poder fazer nada.

Recordo-me do Domingo (24/11) em que foi novamente internado no SO. Mas desta vez ele só dizia que tinha frio, muito frio e que estava cansado. E eu percebi o que ele queria dizer com o "estar cansado".

Ontem fez 78 anos, sim fez no presente, porque continua vivo em mim.

Olho para o passado e só tenho boas recordações. Não tenho um momento mau ou feio com ele. Só vejo amor e carinho.

Quando ele teve internado eu tive 12 dias de baixa e usei todo o meu tempo para estar com ele, para falarmos, para o mimar, para ele sentir que o amava mais que tudo.

Amava e amo!