quinta-feira, 25 de maio de 2017

Filhas(os) da Puta

Aqui no trabalho o manager da minha área, com mais de 20 anos de casa, foi convidado a sair. Saiu há cerca de 18 meses.

Na nossa área, havia quem simpatizasse com ele e quem não. Ele também tinha um feitio algo "bipolar", normalmente quem entrava era bestial e depois passava a besta, e era um ciclo.

Eu já sabia que se estivesse na fase da "besta" passaria a bestial e vice versa.

Tenho uma colega que se dava muito bem com ele. Quando ele saiu ela passou a ser vista mais sozinha.

Rei morto, rei posto. Entrou novo manager e com os seus boys e ela mudou o seu comportamento para ser um dele e conseguiu. Até aqui tudo bem. Mas deixou de falar com os da velha guarda e se tiver que "entalar" alguém para ficar bem, não pensa duas vezes.
Ela até mudou a maneira de vestir para andar mais bem "compostinha".

Eu também tenho os meus dias e às vezes não tenho um feito fácil mas esta arte de "lixar os outros" e de ser "filha da puta" não me assiste.

Cada vez mais me convenço que à pessoas que simplesmente são ambiciosas e usam a estratégia do vale tudo. Para que? O fim é igual para todos...

terça-feira, 23 de maio de 2017

De coração cheio

Hoje de manhã fui ler a história à sala do mais velho (2.ano da primária).

Levei uns livrinhos em A5 com a história para que eles levarem para casa, uma ficha sobre a história e umas bolachas de manteiga em forma de animais (a história era sobre animais).

Eles adoraram, foi um sucesso! Acho que a professora também gostou. Senti o meu filho orgulhoso, que bom que foi!

Acordámos (acordei eu e o mais novo) mais cedo, despachei as tarefas domésticas mais cedo. Eles também se despacharam mais cedo e mais rápido, sem gritos ou birras.

Fomos a pastelaria, eu bebi o meu café, comprámos as bolachas e também comprei duas para o mais novo. Levámos o mais novo ao colégio e seguimos os dois. Sem birras e gritos.

Que manhã tão boa :)

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Last Week

A semana passada teve ali três dias difíceis.

Na terça à noite fui com os meus meninos à exposição COSMOS DISCOVERY em Belém. Tudo tranquilo, chegámos a casa petiscamos qualquer coisa, banhos e cama.

Depois deles adormecerem comecei a sentir umas dores de garganta mas nada de especial... Mas a noite foi péssima. Entre acordar com eles e acordar com mau estar, venha o diabo e escolha.

Quando chegou a hora de os despachar para a escola, estava KO e marido fora.

A minha garganta já estava com uns pontitos brancos. Liguei para o Centro de Saúde às 9h, 45 minutos depois  estava a ser vista pela médica, levei a injecção de penicilina e às 11 estava em casa e que bela sesta que fiz.

Ainda demorei um dia a ficar bem mas sozinha com os dois, piscina com os dois pelo meio, foram dias que andei KO.

Passou e já temos uma nova semana pela frente!

terça-feira, 16 de maio de 2017

Não gosto de crianças

Epá não gosto de crianças, são chatas, embirrantes e não nos deixam estar tranquilos.

Não tenho paciência para jogos e advinhas e conversas.

Mas para as minhas crias tenho paciência e gosto muito de passear com eles, leva-los a museus e exposições. Fazer atividades criativas, embora o mais novo faça sempre um drama porque ainda nºao tem motricidade fina para algumas coisas.

Gosto de puzzles e de ler histórias

Mesmo as coisas que não gosto faço um esforço para as fazer com gosto por eles.

Resumindo só gosto e só tenho paciência para as minhas crianças.


quarta-feira, 10 de maio de 2017

Sem inspiração

Não sei sobre o que escrever. A vida corre normalmente, como um rio corre para o mar...

Gostava de ter mais inspiração e escrever mais, sobre a vida e sobre qualquer assunto em geral!

Gostava de escrever bem e bonito. Gostava de escrever aqueles textos lamechas com que por vezes nos identificamos.

Qualquer dia faço um workshop de escrita criativa.

Qualquer dia bebo um copo de vinho (branco ou verde) e tento escrever alguma coisa mais animada, que não seja a minha mundana vida.

segunda-feira, 8 de maio de 2017

15 anos de vida em comum

Como é possível vivermos 15 anos com uma pessoa e não a conhecermos.

Será que o amor nos faz ignorar os defeitos e nós ficarmos cegos ou será que a pessoa muda quando nos separamos?

Se um dia eu me separar espero que tudo se resolva a bem. Divide-se o que há para dividir (e neste aspecto não sou mesquinha) e cada um segue a sua vida. Podemos não ficar grandes amigos mas também não precisamos de fazer a vida negra ao outro.

Com certeza que nestes 15 anos também houveram momentos bons.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

O que é a Fé?

Pode ser a fé em Deus ou em algo que nos transcende, a fé em nós e no nossos. A fé que vamos ultrapassar todos os obstáculos.

Tenho uma colega que é religiosa e vai a Fátima a pé. Também gostava de ir um dia. Deve ser muito bom, são dias nossos, de meditação, de tranquilidade.

Acredito em Deus. Acredito em mim.

A vida tem sido muito generosa comigo.

Tenho um bom emprego, com bom ordenado, bons colegas, bom horário e a fazer coisas que gosto.

Tenho dois filhos saudáveis, felizes e maravilhosos!

Tenho um marido, que é um companheirão e um grande amigo!

Tenho uma irmã que me apoia em tudo!

Tenho pai e mãe espetaculares!

Tenho amigos!

Tenho duas casas, dois carros. Sem luxos e sem dívidas.

Esta minha colega vai levar um saquinho de pedidos e perguntou-nos se queríamos que ela levasse algum pedido nosso.

O facto é que temos sempre coisas que gostaríamos de pedir (e não estou a falar de coisas materiais) mas sinto que tenho muito mais para agradecer. Acho que quero apenas agradecer a boa vida que a vida me tem dado.

:)