sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Memórias de Infância

Na escola dos meus meninos pediram-nos para escrever um pequeno texto sobre as memórias de infância para acompanhar um trabalho:

Memórias de infância são memórias felizes, memórias de um tempo sem pressa, de brincadeiras com a minha irmã, de estar na cozinha com a minha mãe (sopa de beldroegas), de torradas à lareira. De ir apanhar caracóis com o meu pai. De brincar com os animais, de ver o meu pai fazer nascer um vitelo, de alimentar borregos com biberon, de ir para escola de galochas pelo meio das poças de água. De muita brincadeira, de muita liberdade, de muito amor e cumplicidade. De sermos só nos os quatro e isso bastar! Não consigo descrever em palavras o quanto tive uma infância muito feliz. É isso que quero para as todas as crianças




Memórias de Infância quem as não tem… eu tenho muitas e todas tão boas que é difícil escolher o que escrever. Lembro-me de uns senhores velhotes que moravam ao pé de nós e que eram como avós, que nos davam pão com azeitonas ao lanche e para nós era o melhor lanche do mundo. Lembro-me das férias com a minha Luísa. Lembro-me de tantas coisas, tantas recordações e tão boas.

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

SNS

Só a favor do SNS, aliás no meu caso em particular sempre funcionou muito bem!
Os partos foram em hospitais públicos e só vamos ao particular para exames ou consultas de especialidade.

Ainda em relação aos partos acho que quem escolhe os privados não se lembra que caso as coisas não corram bem sejam necessários alguns milhares de euros... E será que estão tão bem preparados como os públicos?

O mais velho queixa-se de dores de cabeça desde 2ªf, também está congestionado, mas hoje estava pior e achei-o febril de manhã.

Liguei para o Centro de Saúde e voilá tem consulta às 16h! Querem melhor que isto?

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Uma Razão para Viver

Deve ser um bom filme:
 
 

Tranquilidade

Na segunda-feira o final do dia foi mais tranquilo. O mais velho já pensa um pouco antes de falar e de agir. Temos feito os dois um esforço para levar o barco a bom porto.

Ainda na segunda-feira e depois da discussão ele pediu-me para ir almoçar com ele e disse-lhe que sim, mesmo à entrada da escola. Almoçamos, fizemos as compras para os trabalhos manuais e falámos um pouco.

Na segunda-feira sai cedo e fui busca-los cedo. A minha mãe tinha feito pataniscas que eles adoram e por isso o jantar estava feito e não tive preocupações.

Chegámos a casa cedinho, 18h, estivemos a fazer trabalhos manuais, depois jantámos, ele fez os trabalhos da escola e lemos uma história. O mais novo adormeceu e como ele se tinha portado bem viu um pouco de bonecos.

Ontem o jantar foi tostas e sopas... fácil e sem preocupações. E também correu tudo bem, atenção que o correr tudo bem é uma visão macro, eh eh eh, há sempre um falar mais alto.

A ver como corre hoje o dia. Quero tanto encontrar tranquilidade!

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Fim de Semana

Fim de semana de convivio... No sábado fomos à equitação, depois compras. Comprámos o livro do Banana. Depois almoço para nós e amigos.

A tarde fomos à praia e fomos ao magusto na casa dos nosso amigos.

Nos entretanto pedi ao mais velho para ir fazendo os TPC, não hà vez nenhuma que não reclame. Com a ajuda da amiga lá fez umas coisitas a seguir ao almoço.

No Domingo tivemos uma festa de anos com o mais novo. Paguei a entrada e deixei o mais velho ir um pouco.

À tarde fomos ao jardim e avisei-o de quando regressassemos ele tinha que acabar os trabalhos.
Quando chegámos a casa, começou a saga que não era naquele momento, que era mais tarde... enfim

Hoje de manhã voltou a fazer das deles, não se despachava, nem se vestia, nem comia, apenas reclamava. Levou uma palmadas.

Chorou ele por fora e eu por dentro.

Não percebe que faço tudo por ele, ele só tem que colaborar.

Quem disse que ser mãe e educar era fácil!

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Alimentação Saúdavel

Hoje estive a ouvir os prós e contras sobre as refeições escolares:

http://www.rtp.pt/play/p3033/e314475/pros-e-contras/614087

No ensino básico as refeições são fornecidas pela autarquia. Mas ouvir esta reportagem deixou-me preocupada.

Como é possível servir um almoço (sopa, prato, fruta e salada) por 1.47€?

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Chorar ou não chorar

Há quem defenda que antes de atendermos o choro de um bebé devemos deixá-lo chorar um pouquito e se está habituado a mamar durante a noite que o deixemos choramingar até que adormeça novamente.

Ora eu não sou assim, se os meus bebés chorassem eu ia logo lá, se chorava é porque queria alguma coisa, fome, frio, mimo... e era a sua forma de comunicar e eu atendia :)

Muitas noites passei com o mais novo na mamã porque era como ele se acalmava.

Estamos a falar de bebés não de birras de crianças com 3 anos!!!

Defendo que os bebés não tem manhas mas sim carências... Quanto mais mimo, mais confiantes e seguros serão!

Lá está, eu sou assim, cada um saberá de si!